Projeto de reforma do Planetário da UFSC

Os Projetos de Extensão, além de constituírem um dos pilares que sustentam o desenvolvimento acadêmico (ensino, pesquisa e extensão), são uma excelente oportunidade de proporcionar ao graduando um contato direto com o ofício profissional. E o que é melhor, tendo um docente para apontar os caminhos, analisar situações e corrigir as dúvidas que surgem. Uma dessas oportunidades ocorreu no PET/ECV: o Projeto de Reforma para o Planetário.

Projetos do Planetário datavam de 1969

Projetos do Planetário datavam de 1969

Encaminhado pela própria UFSC ao grupo, o projeto contempla várias áreas. São elas: a reforma completa dos banheiros e adequação dos mesmos para permitir o acesso de portadores de necessidades especiais, restauração da impermeabilização da cúpula externa, construção de uma nova cúpula interna para a sala de projeções, adequação do sistema de condicionamento de ar, reforma das calçadas externas para coibir acúmulo de águas pluviais, iluminação externa e rampa de acesso ao interior do Planetário (Acessibilidade).

Projeto Digitalizado

Projeto Digitalizado

Atualmente, o Planetário da UFSC – que é um prédio considerado patrimônio histórico e de alto valor cultural por ter sido o primeiro planetário do Estado de Santa Catarina – encontra-se em estado precário devido à ação das intempéries e ao uso contínuo (pois atende a escolas e universidades de todo o estado). A acessibilidade foi um dos problemas constatados e aliado a este, tem-se muitos outros. A cúpula externa do Planetário necessita de uma restauração, haja vista o tempo decorrido da última intervenção de manutenção e da idade do material impermeabilizante aplicado (prazo de validade).

A cúpula interna, localizada na Sala de Projeções, é atualmente revestida por um material plástico flexível, que nas ligações (de seus “gomos”) possui muita rugosidade, além do constante desprendimento do mesmo, trazendo prejuízo (distorções) da visualização das imagens projetadas. Deste modo, o projeto desenvolvido pelo PET/ECV, previu a construção de uma nova cúpula, agora em material não rugoso, com dupla curvatura, de modo a manter o mesmo aspecto arquitetônico e proporcionar ótimo efeito de visibilidade da projeção.

Além dos projetos arquitetônico (reforma), hidro-sanitário, de ar condicionado, elétrico, iluminação externa, recuperação de calçadas, entre outros, o PET/ECV confeccionou o Caderno de Encargos (quantitativos e orçamento), com diferentes técnicas construtivas e materiais, procurando aliar a melhor técnica construtiva com o menor custo de construção.

Planetário Atualmente

Planetário Atualmente

Este projeto é de grande importância para o grupo, uma vez que exige um maior conhecimento dos bolsistas do PET/ECV em vários âmbitos da Engenharia Civil e suscita muita responsabilidade ao grupo, uma vez que, após sua entrega à Administração da UFSC houve a confecção de um Edital de Concorrência Pública e abertura de Licitação. A empresa ganhadora da Licitação é responsável pela execução do projeto, devendo seguir todas as suas especificações, e tem seu trabalho fiscalizado pelo PET/ECV.