Aplicação do Modelo de Regressão Linear Múltipla para a Avaliação de Valores de Imóveis da UFSC

Estas atividades foram solicitadas ao PET/ECV pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Santa Catarina e consistiram em elaborar modelos de regressão linear múltipla para obtenção de preços de imóveis localizados no campus da UFSC. Dependendo do tipo de imóvel analisado os valores requeridos pela UFSC foram de alugueis ou de venda. Estas atividades vêm se caracterizando como sendo de cunho permanente no PET/ECV, visto a frequência com que é requerida pela Universidade em virtude da urgência em atualizar e regularizar os valores cobrados das instituições instaladas no campus. No ano de 2010, os trabalhos desenvolvidos nessa área foram: “Modelo Estatístico para Obtenção do Valor Total de Venda do Terreno Usufruído pela Associação Atlética dos Servidores da UFSC” e “Modelo Estatístico para Formação de Preços dos Alugueis do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal localizados na Universidade Federal de Santa Catarina”.

MODELO ESTATÍSTICO PARA OBTENÇÃO DO VALOR TOTAL DE VENDA DO TERRENO USUFRUÍDO PELA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DOS SERVIDORES DA UFSC –

A Associação Atlética dos Servidores da Universidade Federal de Santa Catarina (AASUFSC) usufrui há alguns anos de um terreno pertencente à UFSC. Através de um acordo, a referida Associação pagaria um valor de aluguel à Instituição, mas há alguns anos a Associação deixou de pagar os alugueis e passou a acumular uma significativa dívida. A Universidade não sabia ao certo qual o valor da dívida, visto que os valores precisavam ser atualizados. O PET/ECV foi solicitado para atualizar o valor desse débito e assim atender à determinação do Tribunal de Contas da União para que fossem regularizados os dividendos atrasados da Associação Atlética dos Servidores da UFSC.
Os bolsistas envolvidos desenvolveram um laudo de avaliação baseado em um modelo estatístico para a determinação do valor total de venda atual do terreno, bem como dos imóveis e benfeitorias construídos pela Associação os quais foram amortizados/abatidos do dividendo total. Para o desenvolvimento do modelo estatístico para a avaliação do terreno em questão foram coletados dados em imobiliárias locais, e para a obtenção dos valores das edificações existentes sobre o terreno foram feitos cálculos com base na tabela SINAPI, divulgada pela Caixa Econômica Federal.
O modelo estatístico utilizado foi o método de regressão linear múltipla, que tem como objetivo encontrar valores bastante aproximados entre os estimados e os praticados sem que haja um viés ou tendência nos valores preditos. Salienta-se que a finalidade do trabalho é oferecer apoio e suporte à tomada de decisão do gestor, e não substituir o julgamento humano.
A atividade tem por desígnio/intuito, além de servir como ferramenta de cobrança para a Universidade dos dividendos atrasados da Associação Atlética dos Servidores da UFSC, apresentar um parâmetro para fixação dos futuros valores de aluguel para utilização de tal terreno.

MODELO ESTATÍSTICO PARA FORMAÇÃO DE PREÇOS DOS ALUGUÉIS DO BANCO DO BRASIL E CAIXA ECONÔMICA FEDERAL LOCALIZADOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

A Universidade Federal de Santa Catarina tem como prática corrente a locação de espaços comerciais em diversas localidades do Campus para que assim sejam supridas demandas de serviços e produtos para a comunidade universitária sem necessidade de gerenciamento destes pela Instituição. Desta maneira, o objetivo deste trabalho foi proporcionar uma ferramenta objetiva de suporte e auxílio à tomada de decisão na fixação dos valores de aluguel das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal localizadas na Universidade.
Nessa atividade, desenvolveu-se um documento de avaliação com o objetivo de determinar e demonstrar o valor atual dos alugueis referentes aos imóveis em questão. O método utilizado para a avaliação do aluguel foi o chamado “Método da Comparação de Dados de Mercado”, de acordo com a norma de avaliação de imóveis urbanos, NBR14653-2/2004. A avaliação dos aluguéis das agências bancárias foi realizada com base em dados coletados no mercado em zonas características afins, colhidos em imobiliárias locais e por meio de levantamentos em campo.
A análise e interpretação dos dados foram realizadas através de um tratamento estatístico, visando encontrar um modelo válido que atendesse aos requisitos necessários e respeitasse os pressupostos matemáticos básicos. Assim, foi possível encontrar um modelo para os valores de aluguel dos Bancos da região do entorno da UFSC, a partir do qual foi possível definir o valor final dos alugueis do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

Ressalta-se que para encontrar um modelo que seja aplicável à cobrança de alugueis na UFSC com poder de predição satisfatório, deve-se respeitar e atender a todos os pressupostos da regressão linear múltipla, para que assim não sejam apresentados resultados tendenciosos. Vale salientar que o trabalho é desenvolvido inteiramente dentro do PET/ECV, sob orientação do Tutor e do Prof. Dr. Norberto Hochheim.

Esta atividade foi realizada em 2010.