Investigação de manifestações patológicas em patrimônio histórico Estudo de caso do Hospital e Maternidade Carlos Corrêa

Investigação de manifestações patológicas em patrimônio histórico Estudo de caso do Hospital e Maternidade Carlos Corrêa

RESUMO

O Hospital e Maternidade Carlos Corrêa, situado em Florianópolis, é a mais antiga maternidade do estado de Santa Catarina, com mais de 100 anos desde sua construção. Com o tempo tornou-se também asilo e hospital para fins gerais e, devido a sua importância, foi tombado como Patrimônio Histórico pelo IPUF – Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis. Com intuito de valorizar esse patrimônio decidiu-se diagnosticar os problemas no telhado e nas paredes da edificação para posteriormente desenvolver um projeto de erradicação das patologias existentes, aliando assim uma atividade de extensão a esta pesquisa, visto que o telhado já não cumpre inteiramente sua função de cobertura. Nesta pesquisa estudar-se-a o comportamento da madeira na cobertura do Hospital e Maternidade Carlos Corrêa, as patologias existentes nessa estrutura e suas implicações em outras partes da construção. Após uma primeira visita técnica percebeu-se que, devido à falta de manutenção preventiva, ao efeito de agentes bioclimáticos e à ação de insetos xilófagos, há uma degradação em grande parte da estrutura a ser analisada. A partir dessa constatação a pesquisa baseia-se na relação entre esses fatores para compreender os efeitos resultantes em diferentes pontos da estrutura de madeira e como esses efeitos podem ser solucionados.

Artigo publicado no CINPAR 2013 clique aqui!