Reunião Cultural – Handbeach

Reunião Cultural – Handbeach

O PET/ECV realiza eventualmente uma atividade intitulada “Reunião Cultural”. Nessa atividade um petiano apresenta um tema não técnico escolhido livremente. No dia 08 de março de 2016, durante o PET na Praia, o petiano Eduardo José Mendes realizou sua Reunião Cultural com o seguinte tema: Handbeach, handebol de areia ou de praia.

O handbeach é um esporte relativamente muito novo. Na década de 80, o handebol era praticado nas praias brasileiras apenas como uma recreação de verão. Usava-se as dimensões de uma quadra e as regras do handebol de quadra. Porém, as primeiras competições oficiais de Handbeach foram organizadas pelos italianos em 1993, na praia de Giulianova, na Itália. Simultaneamente, holandeses desenvolveram regras para essa nova modalidade. Após algumas sugestões e trocas de experiências, ambos países – Itália e Holanda – unificaram as regras que foram oficializadas pela Federação Internacional de Handebol (IHF).

Em setembro de 1994, o professor brasileiro Manoel Luiz Oliveira participou do XXV Congresso da IHF, na cidade de Amsterdam. Ao acompanhar algumas partidas nas praias holandesas e assistir alguns vídeos, teve seu primeiro contato com as novas regras da modalidade. Chegando ao Brasil, Manoel Luiz entrou em contato com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para divulgar a nova modalidade e sugerir a sua inclusão no Festival Olímpico de Verão de 1995. Com a sugestão aceita, iniciaram-se os preparativos para a realização do 1º Mundialito de Seleções de Handbeach no Rio de Janeiro, onde o Brasil se sagrou campeão.

Em 2000, foi realizado em Akita, no Japão, o primeiro campeonato mundial da modalidade. O Brasil terminou em 3º lugar, tanto com a equipe masculina quando feminina. O esporte tem como principal filosofia o fair play (jogo limpo), apresentando menos contato físico e devido à quadra ser de areia não é possível driblar a bola, proporcionando um jogo muito mais dinâmico do que o esporte praticado em quadra. Portanto, é um esporte agradável de assistir pela combinação da praia com belíssimos gols.

Em 2004, no primeiro Campeonato Mundial de Handbeach, realizado no Egito, uma dupla de árbitros não europeus apitou a final de um campeonato mundial pela primeira vez na história. Esta dupla era do Brasil e representada pelos árbitros Silvio Lago e Luis Filipe Caldas. Diferentemente do handebol de quadra, cuja hegemonia e principais seleções são europeias, o Brasil é um dos principais vencedores no handbeach. Em 2006, na cidade do Rio de Janeiro, o Brasil foi campeão mundial tanto na categoria masculina, quanto na feminina.

O Campeonato Mundial de Handbeach é o principal evento da modalidade, tendo sido disputado 6 vezes (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014). O Brasil tem um total de 7 medalhas de ouro, 1 de prata e 2 de bronze (agregando as equipes masculina e feminina). O crescimento do handbeach e do handebol está pouco a pouco colocando o Brasil entre as melhores seleções do mundo nessas modalidades.

DSCN0154