Floripa Airport: O novo terminal de passageiros da cidade de Florianópolis

Floripa Airport: O novo terminal de passageiros da cidade de Florianópolis

No dia 01 de outubro os bolsistas do PET Engenharia Civil realizaram uma visita técnica ao Aeroporto Internacional de Florianópolis para acompanhar a construção do novo terminal de passageiros sob concessão da empresa Floripa Airport. A equipe foi recebida pela Consultora de Comunicação Maira Magno e, após uma breve apresentação sobre a empresa, foi acompanhada pelo engenheiro responsável pela obra.

O aeroporto internacional de Florianópolis – Hercílio Luz, nome em homenagem ao ex-governador catarinense Hercílio Luz, situado na capital catarinense, é o principal aeroporto do estado. Sua localidade, seguida de boas condições climáticas faz com que seja o 14º aeroporto mais movimentado do país, junto a um índice de operacionalidade em torno de 99%. A partir desses fatores, o terminal atual do aeroporto passou a não suportar mais a demanda de voos e passageiros com dado conforto, já que sua estrutura seria para o transporte de 2 milhões de pessoas por ano. No ano de 2017, por exemplo, passaram cerca de 3,8 milhões de pessoas pelo aeroporto.

Figura 1– Novo Terminal de Passageiros. Fonte: Floripa Airport – Youtube

No início do ano de 2015, o  então prefeito de Florianópolis, César Souza Júnior, e o ex-governador do Estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo, foram a Brasília para pedir a privatização da administração do Aeroporto Internacional Hercílio Luz ao ex-ministro da Secretaria de Aviação, Eliseu Padilha.

Com o pedido concedido, em março de 2017 foi realizado o leilão, no qual a concessionária suíça Zurich International Airport AG ganhou o direito de operar por 30 anos, a partir de 2018, o Aeroporto de Florianópolis. Esta opera atualmente 7 aeroportos pelo mundo, inclusive faz parte do consórcio do Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte.

O fim das obras é esperado para outubro de 2019 com um investimento de 500 milhões de reais e uma área de 41 mil metros quadrados. Espera-se que, quando finalizadas as obras, o aeroporto suporte 8 milhões de passageiros por ano. Para isso acontecer, o aeroporto terá a pista estendida e uma nova taxyway. O novo terminal será composto por andares de embarque e desembarque separados; possibilidade de check-in em 40 guichês; 8 esteiras de bagagem, sendo 2 internacionais, 5 domesticas e 1 reversível; 14 portões de embarque, constituindo-se de 3 internacionais e 11 domésticos; e 10 fingers (conecta passageiros às aeronaves). Além disso, contará com estacionamento com disponibilidade de 2530 vagas e área comercial com 4 mil metros quadrados. Esta área poderá ser considerada até como centro comercial, pois há ideias de implementação de lojas de marcas de grife e outros tipos de comércio.

Figura 2– Check in do Novo Terminal de Passageiros. Fonte: Floripa Airport – Youtube

Figura 3– Fingers. Fonte: Floripa Airport – Youtube

Para a obra ser concluída em um período curto de tempo, na estrutura externa optou-se pela utilização do Steel Frame, que consiste em estruturas de perfis (frames) de aço galvanizado e fechamento por placas. A parede é então composta por camadas: a exterior por uma placa cimentícea, a intermediária pode ser composta por mantas termoacústicas e a interior de gesso acartonado com ou sem outros revestimentos.

Já nas paredes divisórias internas, será utilizado Drywall. Estas são constituídas por chapas de gesso em cada perfil de aço, seu centro pode ser oco e ocupado com os sistemas necessários, como hidráulico e elétrico, ou então preenchidos por mantas térmicas e acústicas.

Figura 4– Montagem do Perfis de Aço. Fonte: CBN Diário – Blog

 

Figura 5– Como é feita a parede de Steel Frame. Fonte: Green lar – Site da marca

A estrutura do Steel frame é projetada de forma que se obtém as dimensões exatas para as quantidades de perfis e seus espaçamentos. Após isso, as armações são produzidas industrialmente e posteriormente, na obra, são presas por parafusos. O aço pode sofrer variações de composição dependendo do local em que a obra será realizada. Já suas vantagens são visíveis principalmente pela velocidade com que a obra pode ser feita e pelo aço, que pode ser reciclado. Somente a parte dos banheiros do novo terminal serão construídas de alvenaria.

O Steel Frame ainda é mais caro que uma obra feita de alvenaria, porém com a possibilidade de um investimento à curto prazo, foi o método escolhido pela empresa.

Sobre as obras do acesso ao aeroporto, os problemas com as desapropriações dos lotes da estrada fazem com que o período para a entrega se estenda, o que trará dificuldades de acesso após a conclusão do novo terminal.

Por fim, com a obra do aeroporto finalizada, o investimento trará um retorno positivo tanto para o estado quanto para a cidade. Com a nova oferta de voos internacionais, o estado terá maior visibilidade no exterior, o que consequentemente trará um maior fluxo de turistas. Para a cidade, a obra poderá beneficiar mais de 100 mil pessoas que utilizarão do acesso melhorado do aeroporto para a locomoção, segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Autor: Davi Werner Benvenuti.

Confira aqui as referências bibliográficas.